Qual a diferença ente o extrato e essência de Baunilha?

FAVELA GASTRÔ

O post de hoje é sobre uma orquídea que reina majestosamente na confeitaria, a Baunilha! Aposto que você já utilizou alguns dos três produtos (fava, extrato e essência) em seus doces, bolos e cremes, sem saber a real diferença entre o extrato e essência de Baunilha. Nativas do México e “levada” para a Europa na década de 1520, a especiaria fazia parte de uma lista em que era conhecida como droga:

  • “A foz do rio Amazonas era uma região onde se praticava intenso contrabando. Ingleses, franceses, neerlandeses e irlandeses possuíam interesses nos produtos típicos da região, como ervas aromáticas, plantas medicinais, cacau, canela, baunilha, cravo, castanha-do-pará e guaraná. Esses produtos recebiam o nome de drogas do sertão e eram considerados especiarias na Europa, alcançando excelentes preços nesse período.” 

Favela Gastrô também é cultura (u.ú), agora chega de blábláblá e vamos ao motivo do post.. Na semana retrasada, preparando cupcakes para festa de 1 aninho da minha priminha (beijo, Alice!), surgiu uma questão.. Qual a diferença entre o extrato e a essência de Baunilha? Comecei a pesquisar ferozmente e li vários artigos sobre o tema que resultou neste post.

FAVELA GASTRÔ

Extrato: É nada mais que a infusão da fava da Baunilha com álcool. Por isso o sabor intenso e muito aromática. Muita gente prefere prepara o extrato em casa.

Essência: Já a essência é artificial.. Ela é produzida em laboratório com aromatizantes e corantes que lembra a Baunilha, tem odor e sabor químico.

  • Uma dica: Caso você só encontre a essência, use sempre em pequenas quantidades. Muita essência deixa as preparações com sabor artificial.

Raíza Costa do Dulce Delight ensina a preparar um legítimo extrato de Baunilha.

Opte sempre pelo natural. 🙂

 

Anúncios